Temos falado bastante sobre atrair potenciais clientes no meio digital (se você não viu ainda, aqui está nosso post sobre Inbound Marketing). E se a ideia é produzir conteúdo que seja interessante para o público que você deseja atrair, a primeira coisa a se fazer é conhecer melhor essas pessoas e, principalmente, a forma como elas se comportam na internet.

Isso, é claro, tem base estatística: uma pesquisa divulgada em 2014 pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) revelou que cerca 80% dos brasileiros têm o hábito de pesquisar antes de adquirir produtos – e a internet é uma das mídias com mais disponibilidade de informação nesse sentido. É importante, então, saber o que essas pessoas estão procurando para garantir que você seja encontrado. Aqui vão algumas dicas úteis:

Criando personas

Uma excelente técnica para direcionar da melhor forma os esforços em comunicação é a criação de personas – uma espécie personagem fictício que reúne as principais características das pessoas para as quais a sua empresa deseja falar.

E, quando a gente usa o exemplo de personagens fictícios, não é à toa: é importante mapear não só a faixa etária e o sexo, mas as preferências específicas, como opções de lazer e metas pessoais. Isso é importante porque ajuda a clarear que tipo de mídia seus potenciais clientes acessam e por quais assuntos se interessam.

O mais importante, porém, é tentar descrever por quais problemas essa persona passa e que a levariam a buscar soluções que a sua empresa oferece. Em outras palavras, é um esforço para descobrir o que seu público pesquisa na internet.

E de onde vem essa informação?

Uma boa estratégia é conversar com a equipe comercial. Estando em contato direto com os clientes, é certo que o setor possui informações privilegiadas. Também é possível enviar um questionário para seus clientes, na tentativa de descobrir mais sobre o comportamento daqueles que escolhem seu produto ou serviço.

De qualquer forma, o principal é fazer o exercício de desvendar que tipo de informação seu o público gostaria de consumir e elaborar toda a estratégia de conteúdo com base nessa informação (seja para blog, e-mail, vídeos). Afinal, Inbound Marketing não é falar sobre a sua empresa, e sim falar sobre o que o seu público precisa.