Falamos sobre no post anterior sobre Inbound Marketing como ferramenta para atração de clientes. Nesse contexto, não basta ter uma boa ferramenta para automação dos processos de marketing digital. O coração da estratégia está no conteúdo, ou melhor, na qualidade do conteúdo.

 
Quando falamos em qualidade de conteúdo, a comunicação para empresas tecnológicas deve ser pensada de um jeito especial. Estamos lidando com ambientes e produtos altamente complexos, e que devem ser traduzidos de maneira simples, porém, consistente.

 
Parece fácil, mas para empresas de tecnologia serem bem-sucedidas em suas estratégias de Inbound Marketing, o conteúdo deve ser épico! Ele deve ser bem planejado e executado, a partir do completo entendimento do mercado do cliente, seus concorrentes, seus diferenciais.

 
Conteúdo é vitrine

 
Quando investimentos altos estão em jogo, confiabilidade é uma questão-chave. Por isso, no mercado da tecnologia, não há espaço para conteúdo vazio e mal elaborado. É fundamental que a comunicação da empresa reflita a qualidade dos produtos oferecidos.

 
Como uma espécie de vitrine, o conteúdo é a porta de entrada para que o cliente faça um primeiro contato com a solução que a sua empresa comercializa. E, na velocidade de consumo de informação do mundo digital, a primeira impressão vale muito!

 
Problemas complexos, soluções simples

 
Um bom planejamento de comunicação começa por entender que tipo de público procura pelo produto oferecido e que tipo de problema essas pessoas enfrentam. Soluções de tecnologia (especialmente em mercados B2B), por vezes, são voltadas para nichos de mercado bastante específicos, com demandas diferenciadas.

 
Para empresas de tecnologia, mostrar conhecimento sobre os problemas enfrentados por seus clientes é um fator decisivo. Estamos falando de públicos especializados, com enorme conhecimento sobre o mercado em que atuam. Por isso, o cuidado com o conteúdo é essencial: informações equivocadas ou muito rasas, definitivamente, não colaboram para o posicionamento da empresa como autoridade em um determinado nicho.